Prevenção é a melhor saída para evitar doenças oculares

16/05/2017

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de prevenção adequada pode fazer com que em 2020 existam 76 milhões de pessoas cegas no mundo. Atualmente este número é de cerca de 39 milhões. A entidade ainda afirma que 80% dos diagnósticos poderiam ser evitados por meio de cirurgia ou prevenção.

Usar protetor ocular sempre que houver risco de algo atingir olhos; lavar os olhos com bastante água limpa, cuidado com as maquiagens, pois algumas podem provocar alergia; e usar óculos escuros em ambientes com claridade excessiva; são alguns cuidados preventivos de doenças oculares. Tais como glaucoma, cegueira, rinopatias, conjuntivites entre outras.

Apesar de existir uma infinidade de recursos tecnológicos para tratar desses problemas, a procura por tratamentos oftalmológicos cresce diariamente. Especialistas atribuem esse crescimento ao envelhecimento da população e ao uso excessivo de aparelhos eletrônicos, como computadores, tablets e vídeo games. Inclusive, pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, identificaram que a luz emitida pelos eletrônicos é prejudicial à qualidade do sono e, consequentemente, à saúde de um modo geral.

Shutterstock

A visão é um dos principais contatos que temos com o mundo exterior, portanto, ter uma boa saúde dos olhos é essencial para uma boa qualidade de vida. E você sabia que, por meio dos olhos, é possível diagnosticar até cinco doenças que afetam todo o corpo? E isso ocorre porque eles mostram diversos sinais de que alguma coisa não vai bem, principalmente problemas vasculares. Quer um exemplo? A hepatite pode ser identificada por conta da cor amarela que os olhos ficam.

Conheça algumas doenças que podem ser percebidas através de um simples exame de visão.

DIABETES

“O diabetes tem uma alteração que muitas vezes é identificado por meio de um vazamento de líquido ou um edema da retina. Esses sintomas são muito comuns, principalmente se o diabetes está descontrolado, com a glicemia muito alta”.

Vale ressaltar que o controle da taxa de glicemia pode retardar o aparecimento de alterações na retina ou diminuir sua severidade. Por isso, é sempre importante que o diabético receba acompanhamento permanente de um médico oftalmologista.

HIPERTENSÃO

Um dos muitos sintomas da pressão alta pode ser facilmente identificado pelos olhos vermelhos.  “Há alterações nos reflexos dos vasos, uma dilatação, um aumento da presença da parte venosa”. Segundo o dr. Renato, inicialmente, não há razão para alarde, já que os olhos podem estar vermelhos por conta de outras situações, como períodos de noites mal dormidas. Mas, caso o quadro persista e seja acompanhado de perda de visão, dor de cabeça intensa ou sensibilidade exagerada à luz, é importante procurar uma ajuda especializada.

DOENÇAS HEPATOLÓGICAS

O diagnóstico pode ser feito pelo médico com base na observação dos sintomas e nos resultados de exames. “A pessoa começa a ficar amarela e com os olhos amarelos, o que podem sugerir alterações do fígado”, explica.

CÂNCERES

“Alguns tipos de sangramentos dentro dos olhos podem identificar alterações da parte da hematologia, como algumas doenças da coagulação; ou mesmo as cancerosas, como linfomas, leucemias, que podem dar alterações específicas do fundo de olho”, salienta o cirurgião-oftalmológico. Por meio de uma “mancha característica”, é possível identificar também “tumores primários na mama ou na próstata”.

ANEMIA

De acordo com a  Organização Mundial de Saúde (OMS), a anemia é definida como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais, seja qual for a causa dessa deficiência. A doença pode ser causada por deficiência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas.

O diagnóstico é feito “ao perceber a vascularização dos olhos, se está branco se está vermelho.” Portanto, é fundamental que, além do oftalmologista, o paciente receba acompanhamento médico de um clínico-geral, já que algumas doenças estão relacionadas a condição vascular sistêmica da pessoa.

 

 

Fonte: boavontade.com

Deixe seu comentário